Valorizando o profissional

Valorizando o profissional

A história de sucesso de uma empresa que, para pensar em negócio, primeiro planeja o bem estar de cada colaborador

À frente do Laboratório Sabin, Janete Vaz, farmacêutica e bioquímica com MBA em Gestão Empresarial, conseguiu quebrar um paradigma universal: fazer seus milhares de funcionários felizes. Em 2017, o Sabin foi eleito a melhor empresa para a mulher trabalhar, pelo Instituto Great Place To Work.

Em entrevista à RBA, Janete conta um pouco da sua experiência e mostra que a valorização do ser humano é a chave para o sucesso de qualquer organização.

RBA: Hoje, além de empresária, a senhora é vista como líder. O que é preciso para ser um líder?

Janete Vaz: É preciso ter muita garra, determinação e foco. Tem muita gente que pergunta se a pessoa é líder ou se torna líder. As duas coisas podem acontecer, mas principalmente se tornar líder.

Eu nasci na fazenda e lá vivi até os dez anos, era extremamente tímida, retraída, mas sabia o que queria. Saí buscando oportunidades, sem abrir mão daquilo que sonhava. O líder é aquele que corre atrás. Ele busca oportunidades e foca naquilo que quer.

RBA: Qual a importância do RH nas empresas? Como o Sabin trabalha a Gestão de Recursos Humanos?

JV: O RH Sabin é um RH estratégico. Tanto eu quanto a Sandra [Costa, sócia] tivemos um envolvimento muito grande com as pessoas desde o princípio. Nos primórdios da empresa, fazíamos tudo. Depois, chegaram duas colaboradoras: uma recepcionista e uma faxineira. Então, estávamos na linha de frente.

Quando comecei a estudar Administração, aprendi que a verdade do cliente é primordial e essencial. Sem cliente, não existe empresa. O RH é que prepara esse ambiente das pessoas com a gestão. No momento em que crescemos, levamos o crescimento a todos na empresa.

Estruturamos um modelo de gestão voltado para a responsabilidade social interna e externa. Damos extrema importância ao desenvolvimento, crescimento e valorização do colaborador. Olhamos a sua família, seus sonhos, suas necessidades e tudo o que ele almeja, aliado às metas e ao crescimento da empresa. Isso nos traz equilíbrio, fidelidade e o resultado positivo.

 

A entrevista completa você confere acessando o link: http://hostgator.cfa.org.br/rba/mag/123/3.html

Deixe uma resposta

Fechar Menu